Que garantia nós temos?

garantido

Interessante como nos baseamos em garantias para tomar decisões. Um curso que “dê dinheiro”. Uma profissão que tenha status de enriquecimento. Uma atividade pública que garanta remuneração eterna. Tudo bem, não deixa de ser um bom plano, mas e o que você quer fazer realmente? Se bater com o que “dá dinheiro” ótimo! E se não, você tem um problema… Você vai ser bastante criticado… Será que as críticas te farão mudar de ideia?
Bem, o que quero dizer é que, não temos garantias. Não temos como saber se o dinheiro tão esperado vai nos trazer a realização, se isso nos fará bons profissionais. Vamos pegar como exemplo a profissão dos sonhos dos nossos pais, a Medicina. A referida necessita ser exercida por pessoas com muita empatia e respeito, afinal o médico estará tratando de um indivíduo, muitas vezes com um problema bem sério.
Sou paciente e não tenho sentido satisfação muito menos humanidade ao ser atendida, na verdade muitos parecem extremamente irritados com a atividade que engorda suas contas bancárias a cada plantão. Claro que existem exceções, infelizmente bem raras.
Dedicar-se a qualquer atividade esperando as garantias que elas podem dar pode nos deixar limitados. A probabilidade de sermos incríveis em alguma coisa vai sendo oprimida e acabamos nos tornando desmotivados, desumanos.
A verdade é que ninguém pode garantir que teremos sucesso escolhendo as profissões “seguras”. O que vai definir é a satisfação que você terá em fazer aquilo diariamente, pelo resto da sua vida. É você ter a certeza que de alguma forma está sendo realmente útil para outra pessoa, que está contribuindo positivamente para a sociedade. Alcançando esse ideal, não importa seu ofício, ou seu salário, acordar para trabalhar será um prazer e isso, não há valor que supere.

Gabriela Patú
Gestora de conteúdo e Professora
Iniciare Educação Criativa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *