Somos o que escolhemos nos tornar

“Eu não sou o que me aconteceu. Eu sou o que escolho me tornar.”

C. G. Jung

Diariamente somos testados com situações desconfortáveis que podem nos fazer questionar nossa autoconfiança. A falta de segurança e assertividade nos tornam ainda mais susceptíveis a encarar um acontecimento desconfortável com excesso de fragilidade. A perda do controle numa situação adversa pode ser melhorada quando reconhecemos que a instabilidade não pode ser evitada, mas sim administrada. Uma educação voltada para a formação de indivíduos que são seguros de sua importância é imprescindível para que cada vez mais possamos ter a consciência de que somos tudo que escolhemos nos tornar e não há acontecimento que mude isso.

 

Gabriela Patú

Professora e Gestora de Mídias Digitais

Iniciare Educação Criativa

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.