As vantagens de estudar em grupo – parte 2

(Se você não leu a parte 1, clique aqui)

Com a definição dos componentes do grupo e o melhor local de estudo, chegou a hora de estabelecer o dia da semana (ou do mês) onde as discussões acontecerão. Ter uma rotina para os estudos em grupo é muito importante para o estímulo de criar o hábito. Todos devem se comprometer a estudar o assunto proposto com antecedência, e não apenas parte do assunto. Lembre-se de que, mesmo que alguns tenham mais facilidade em assimilar determinados conteúdos, todos os integrantes do grupo devem ter tido contato prévio com a matéria para que a discussão seja produtiva.

Muito importante, também, é estabelecer o horário para que as etapas sejam cumpridas de maneira ideal. Propomos a seguinte divisão de tempo:

10% do tempo para o momento individual;
10% para as considerações iniciais (onde cada um expõe rapidamente o que estudou, sob o seu ponto de vista);
55% para a discussão dos casos – Braimstorm (sob mediação do líder);
15% para a redigir o resumo da discussão;
10% para as considerações finais e fechamento do encontro (com a definição do próximo tema)

Bom, você viu que algumas pessoas serão mais exigidas em alguns encontros. A primeira peça a ser definida é o líder (o colega que domine com mais facilidade o tema). Ele terá o papel fundamental de selecionar as dúvidas dos colegas, mediar a discussão e permitir que o foco seja mantido.

Outra figura fundamental é o secretário (que será o integrante com mais dificuldade ou com menos conhecimento sobre o assunto). Ele ficará responsável por redigir o texto final das conclusões de todos os integrantes do grupo.

Tudo pronto? Vamos exemplificar como aconteceria um grupo de estudo sobre o Zika Vírus com tempo determinado de 4 horas:

  1. O líder apresenta o tema e os integrantes têm o momento inicial de leitura (20-25 minutos);
  2. Cada integrante define o assunto com suas palavras, imprimindo suas visões sobre o tema (20-25 minutos);
  3. O líder sumariza alguns pontos de divergência e dúvidas; enumera os pontos principais para a discussão e levanta todas as questões para o debate. Lidera a discussão com cuidado para não perder o foco principal. O Braimstorm acontece naturalmente e os conceitos podem ser enumerados em um mapa mental (2 horas)
  4. Agora é o momento de organizar as ideias mais importantes. Cada integrante vai sumarizar o que foi discutido, sob seu ponto de vista, em texto corrido (30 a 35 minutos)
  5. O líder finaliza a discussão respondendo às questões levantadas inicialmente, definindo conceitos que geravam dúvidas e preparando o tema para o próximo encontro (20-25 minutos). O secretário ficará responsável por resumir os textos produzidos por cada um e entregar a redação final a todos os participantes.

Seguindo esses passos, o estudo em grupo será um momento de máximo rendimento e aprendizado e também uma experiência bastante agradável. Devemos usar e abusar da tecnologia para deixar tudo mais integrado como, por exemplo: na exposição inicial do líder, usar o YouTube para exibir vídeos relevantes e que levantem discussões; na etapa de discussão, aplicativos para criação de mapas mentais (como o MindNode) são essenciais para organizar as ideias; na etapa de produção do texto, usar o Google Docs onde cada um pode ver o que o colega está escrevendo em tempo real e o compartilhamento acontece naturalmente; usar um grupo fechado no facebook para a sumarização final da reunião, onde podem ser incorporados imagens, vídeos e sons (vamos falar sobre todas essas tecnologias nos próximos textos).

Para ajudar você a construir todo esse conhecimento, preparamos um roteiro matador! Clique e aproveite para baixar!

Um grande abraço,

Felipe Bravo
CEO – Iniciare Educação Criativa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *