Qual sua maior vontade?

Qual sua maior vontade?

Segundo o Michaelis: von.ta.de sf (lat voluntate) 1 A principal das potências da alma, que inclina ou move a querer, a fazer ou deixar de fazer alguma coisa. Qual a principal potência da sua alma? O que te move? Se você não souber responder, você tem um problema que vai influenciar negativamente sua vida: falta de objetivo. Como ter vontade, se você não sabe o que quer? Como você vai fazer valer a força mais poderosa do que a eletricidade, o vapor e a energia atômica Continue lendo

O ano mudou. E você?

O ano mudou. E você?

Mude, revolucione, faça, mesmo com medo! Viva, arrebate, experimente, invista, insista, persista! Busque, seja, veja, desperte, acordar é pouco. Respeite, tolere, mas jamais se submeta. Feliz recomeço! Feliz 2016! Gabriela Patú Professora e Gestora de Mídias Digitais Iniciare Educação Criativa

Pedimos muito e esquecemos de agradecer

Pedimos muito e esquecemos de agradecer

Acordando cedo ou tarde, seja grato. Agradeça pela sua família, amigos, saúde, força de vontade para se recuperar de alguma doença. Agradeça por estar sozinho, ou acompanhado. Agradeça pelo emprego ou desemprego. Agradeça pelos abraços, pelo carinho, pelo amor que você recebe. Agradeça pelo que aprendeu e pelo que pôde ensinar. Agradeça cada sorriso, lágrima. Agradeça pela sua casa, por tudo. Agradeça por ter a oportunidade de fazer o dia de alguém mais feliz, inclusive o seu. E se as coisas não andam bem, agradeça Continue lendo

As coisas são como são, até que…

As coisas são como são, até que…

Final de ano traz a mesma sensação de autoavaliação e novas resoluções. Absolutamente nada vai mudar se você não tentar harmonizar o que faz, o que pensa e o que diz. A transformação obviamente não será milagrosa, requer dedicação, perseverança e quem as tiver, terá sem dúvidas, um feliz ano novo. Gabriela Patú Professora e Gestora de Mídias Digitais Iniciare Educação Criativa

Não deu certo. Será?

Não deu certo. Será?

A incessante busca pela posse, ganho, vantagens e até mesmo o desejo pela felicidade constante, nos torna quase incompetentes quando temos que lidar com as perdas. Aquele projeto que tinha tudo para dar certo, o emprego dos sonhos, a viagem perfeita, sempre terão o sabor ilusório do não concretizado. “Teria sido perfeito!” Será? Como o Dalai Lama, acredito que o perfeito pode vir em forma de negativa, a qual tanto tememos, durante nossa vida inteira. O NÃO, além de bastante eficaz para ensinar que absolutamente Continue lendo

Somos o que escolhemos nos tornar

Somos o que escolhemos nos tornar

“Eu não sou o que me aconteceu. Eu sou o que escolho me tornar.” C. G. Jung Diariamente somos testados com situações desconfortáveis que podem nos fazer questionar nossa autoconfiança. A falta de segurança e assertividade nos tornam ainda mais susceptíveis a encarar um acontecimento desconfortável com excesso de fragilidade. A perda do controle numa situação adversa pode ser melhorada quando reconhecemos que a instabilidade não pode ser evitada, mas sim administrada. Uma educação voltada para a formação de indivíduos que são seguros de sua Continue lendo